Um sorriso branco é o desejo de muitas pessoas. Por isso, a busca por clareamento dental é crescente nos consultórios odontológicos e entre os fatores que impulsionam esse mercado estão o custo mais acessível e a facilidade de realizar o tratamento em casa. Mas é aí que está o perigo: diante de tantas possibilidades, muitas pessoas optam por fazer o procedimento por conta própria, sem orientação de um profissional. Para Jane Tonani, odontologista da Porto Seguro Saúde, o clareamento é um procedimento estético que requer muito cuidado, seja ele realizado em casa ou no consultório. “É imprescindível consultar um profissional para orientar sobre a concentração ideal do produto, regime de uso, grau de branqueamento e periodicidade”, explica.
 
Tipos de clareamento dental
Existe o clareamento feito em casa sob as orientações do dentista e os procedimentos realizados no consultório. No primeiro caso, o profissional examina o paciente, solicita a confecção da moldeira, que tem que ser flexível e deve ficar o mais fiel possível ao formato da boca do paciente, e recomenda o uso de tubetes clareadores para levar para casa. No consultório, é feito o isolamento dos dentes, sendo necessárias uma ou duas sessões. Há também o clareamento a laser, que é realizado no consultório odontológico ou em clínicas especializadas.
Riscos
O uso indiscriminado de produtos que clareiam os dentes pode causar inflamação nas gengivas, sangramento e, em casos mais graves, levar a ulceração e necrose da pulpa (apodrecimento da polpa do dente). Dependendo da periodicidade, os dentes podem ficar mais sensíveis. Por isso, o ideal é evitar fazer o procedimento com muita frequência. “A autoprescrição do clareamento dental é tão perigosa quanto o consumo indiscriminado de medicamentos. Os riscos do clareamento dental caseiro sem orientação são muitos”, reforça a odontologista Jane Tonani.
 
Indicação
O clareamento dental é contraindicado para crianças e pessoas que estejam passando por tratamento médico sistêmico que debilite o paciente. O procedimento é agressivo e, por essa razão, recomenda-se aguardar o tratamento em curso para então iniciá-lo.
 
Recomendações
Certas comidas e bebidas podem causar a pigmentação (mancha) dos dentes. São eles café, chá, vinho, refrigerante e produtos com corante. A ingestão de sucos cítricos e alimentos que têm densidade pegajosa, como balas, podem atrapalhar o desempenho do agente branqueador. Fumar também é prejudicial à saúde bucal e pode causar manchas nos dentes. Portanto, a dica é evitar esse tipo de alimento e o hábito de fumar não apenas durante o tratamento, mas após o procedimento. Por fim, é muito importante praticar uma boa higiene bucal, com escovação dos dentes, raspagem da língua e uso do fio dental.
Estética para iniciantes
A Clínica Revitalize está com inscrições abertas para quem tem interesse em iniciar a carreira na área de estética. O curso Inicialização em estética corporal e facial será realizado entre os dias 26 e 30, das 9h às 18h, na sede da clínica, localizada na Rua Espírito Santo, 1.897, Lourdes, BH. Os interessados podem realizar a matrícula pelo telefone: (31) 2535-4656.
 
Confiança é remédio
O medo e a ansiedade são sintomas comuns na vida da maioria das pessoas, e muitas podem ser as causas: o acúmulo de responsabilidades no dia a dia, sequelas de um tempo de dor, preocupação com as contas a pagar e com o que será do amanhã, crises diversas, enxurrada de más notícias, entre outras situações. Para o jornalista e teólogo Maurício Zágari, a confiança é o único antídoto para esses sintomas. Em seu novo livro Confiança inabalável, o autor compartilha princípios eficazes para quem quer enfrentar a vida com mais esperança, ânimo e disposição. Para isso, ele traz à tona 30 tipos frequentes de medos e ansiedades que afetam a maioria das pessoas e revela como cada um pode superá-los. “Meu objetivo não é falar do medo e da ansiedade que são fruto de distúrbios cerebrais. Esse tipo de ansiedade necessita de atenção profissional, como uma ida ao psiquiatra. O que pretendo é oferecer ferramentas para combater o medo e a ansiedade naturais do cotidiano, deflagrados por situações da vida”, afirma o autor.
 
Psicanálise e mediação de conflitos
Palestras dirigidas a mediadores de conflitos serão realizadas no dia 24 em Belo Horizonte, com os temas “A compreensão do conflito à luz da psicanálise para mediadores” e “A importância da fala e da escuta na construção dos sujeitos humanos na ótica da psicanálise”. Os palestrantes são o médico Celso Rennó Lima, psicanalista e membro da Escola Brasileira de Psicanálise (EBP) e da Associação Mundial de Psicanálise, e a mediadora de conflitos Márcia Alves dos Santos, psicóloga e também psicanalista. As inscrições podem ser feitas até o dia 20 pelo e-mail contato@livresmediacao.com.br. O evento será realizado na Avenida Cristóvão Colombo, 519/206, na Savassi. Mais informações. A empresa promotora do evento presta serviços e oferece cursos direcionados às áreas de mediação de conflitos, conciliação e área de ciências humanas.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *