Baixo custo, aperfeiçoamento dos serviços e inovação: esses são os focos da Tecnologia da Informação para garantir o melhor desempenho empresarial

Os motivos que nos levam a tentativa de compreender a tecnologia são diversos. Pode ser necessidade profissional, de uso de alguma ferramenta ou simplesmente por curiosidade e hobbie. Aprender algo novo sempre é bom, não é?

Reprodução de Internet

Tecnologia: será que as empresas vão adotar à nuvem pública?

Mas se você trabalha na área, essa lista pode te interessar ainda mais, o CTO da BroadSoft, Scott Hoffpauir, listou as seis principais tendências em Tecnologia da Informação (TI) para 2017.

Substituição da telefonia fixa

O sistema de telefonia PBX tem ficado para traz a cada dia que passa. Além de caro ele não tem a mesma eficiência, economia, flexibilidade e confiabilidade que a comunicação unificada (em inglês: Unified Communication – UC) em nuvem.

De acordo com a MZA, firma de análise de TI e telecomunicações, a UC vai corresponder a 25% das remessas de linhas neste ano. E em escala mundial, a BroadSoft estima que dentro de quatro ou cinco anos a UC em nuvem superará as instalações de telefonia fixa.

Telefonia móvel

Embora cada vez mais a mobilidade seja uma necessidade para as empresas, as experiências práticas não têm sido satisfatórias para os usuários de comunicação móvel, ainda mais quando se trata de funções voltadas para o tempo real, como chama de voz e vídeo.

Pensando nessa problemática, serviços como One Net da Vodafone na Alemanha e o Verizon One Talk nos Estados Unidos permitem associar um único número a vários dispositivos em conexões móveis com padrão de alta qualidade, o que lembra a lógica do sistema de telefonia PBX.

LEIA MAIS: Cópia do Snapchat? WhatsApp lança recurso para vídeos e fotos durarem 24 horas

Inteligência Artificial (AI)

Futurístico? Scott Hoffpauir mostra que não. A AI integrada promete trazer comodidade às empresas no que diz respeito ao tempo de procura e checagem de informações. Ela será capaz de fazer uma pesquisa profunda na nuvem de um colaborador em seus documentos e mensagens, ou seja, tudo o que for relevante para uma determinada conversa ou reunião.

A extensão da AI também será para a área dos call centers. A tecnologia terá um histórico de interação – com informações internas e externas – dos clientes, para que desta forma o profissional faça uma rica orientação para roteamento e manipulação de cada chamada.

Redução de Rede Telefônica Pública Comutada (PSTN)

Por ter alto gasto com energia, cada vez menos peças de reposição e possuir altos custos, a PSTN está sendo eliminada.

Cada dia que passa há um novo avanço nas redes IP, o que faz com que esse seja o meio preferido para todas as comunicações, o que inclui banda larga de voz e vídeo em tempo real.

Espera-se que em 2017 haja dois grandes impactos. Primeiramente será uma recuperação significativa em projetos de transformações de redes, e a maior oferta de mecanismos para as empresas migrarem para UC e UC em nuvem.

Colaboração de equipe integrada e UC

Cada vez mais os chats online de conversa sociais estão dando espaço para assuntos relacionados à vida profissional. Entretanto, existe uma problemática que os atuais aplicativos de mensagens não aceitam a integração de outros serviços de comunicação e colaboração, como documentos, contatos, etc.

Enquanto um aplicativo que dê conta dessa demanda não surge, a tendência para 2017 é que as empresas gravitem para soluções maduras e abrangentes que resolvam essa questão de integração de mensagens e colaboração com telefonia e conferência.

Nuvem multi-tenant pública

Preocupações com a segurança, confiabilidade e controle levaram as empresas a preferirem o recurso de nuvem privada.

Mas as empresas que optaram por isso não compreenderam que a nuvem multi-tenant pública tem muitos benefícios em relação à privada. Em especial a questão dos custos, a facilidade em gerenciar custos, escalabilidade e elasticidade essencialmente ilimitadas.

Com a mudança de percepção sobre a segurança a nuvem pública, revela o especialista, permite ações de tecnologias de segurança robustas. Além disso, as novas tecnologias, como a criptografia de ponta-a-ponta tornam a localização de dados irrelevante do ponto de vista da segurança.

Com isso, o CTO da BroadSoft, Scott Hoffpauir, releva que o setor de tecnologia da informação em 2017 faça uma migração considerável para a nuvem pública, que tem se mostrado cada vez mais confiável.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *